Emprego

Ex-pedreiro que faz crochê vira sucesso em Maragogi

Homem sustenta a família financeiramente com a produção e comercialização dos produtos

Por Maurício Silva 30/07/2021 07h07 - Atualizado em 30/07/2021 07h07
Ex-pedreiro que faz crochê vira sucesso em Maragogi
Ex-pedreiro que faz crochê vira sucesso em Maragogi - Foto: Isac Silva/7Segundos

Ele pegava no pesado com tijolos, massa, madeiras para sustentar a família financeiramente e agora usa a delicadeza das linhas para fazer peças de crochê e garantir o sustento da casa. Essa é a história do ex-pedreiro de Maragogi que virou crocheteiro e faz o maior sucesso na cidade turística do Litoral Norte de Alagoas.

Josuel Luís pegava no pesado e agora usa a delicadeza. Foto: Isac Silva


O ex-pedreiro Josuel Luís da Costa Silva, de 29 anos de idade, é casado e tem dois filhos. Atualmente ele produz e comercializa os produtos no Maragogi Crochê, que fica localizado às margens da rodovia AL 101 Norte, no povoado São Bento, e também comercializa as mercadorias nas redes sociais.

Peças produzidas pelo ex-pedreiro ditam a moda em Maragogi. Foto: Isac Silva

O agora crocheteiro contou como resolveu entrar no negócio. “Faz cinco anos que comecei a fazer crochê. Tudo começou quando minha esposa queria um biquíni de crochê. Achei muito caro. Fui comprar e não comprei. Resolvi fazer e desde então ela [esposa] me apoia e estamos nesse ramo há cinco anos. Não pretendo parar”, afirmou.

Josuel Luís da Costa Silva diz que é o único homem da Região Norte do Estado a fazer crochê e se orgulha muito disso. “Meu trabalho é excelente! Eu me sinto honrado porque é raro encontrar homens que fazem crochê, principalmente aqui na região que eu moro, que não tem essas coisas”, ressaltou.

Josuel Luís pegava no pesado e agora usa a delicadeza. Foto: Isac Silva


O empreendedor disse que, ainda hoje, é alvo de comentários preconceituosos por ser fazer crochê sendo ele homem. Mas ele não baixa cabeça. “Vários comentários, inclusive maldosos que crochê não é coisa de homem, crochê é coisa de mulher, essas coisas. Crochê é coisa de homem. Crochê é arte e arte é pra todo mundo”, frisou.

Maragogi Crochê fica no povoado São Bento. Foto: Isac Silva


O ex-pedreiro incentiva cada pessoa a investir na carreira que gosta, independente de preconceitos. “Eu acho que esse povo tem que parar de ter preconceito e investir na sua carreira, no que você gosta e não ligar para que o povo fala”, finalizou.

Peças ficam expostas em São Bento. Foto: Isac Silva


A Maragogi Crochê vem também ditando a moda praia na cidade que é o segundo polo turístico de Alagoas. Josuel Costa ainda contou que vários famosos visitam seu empreendimento em São Bento. Ele produz lindas peças como biquíne, maiô, blusa, saída de praia, conjunto, entre outros produtos. No Instagram é só seguir: @maragogi_croche .

Confira aqui um vídeo:

Com apuração de Isac Silva*